Header Ads

Breaking News

GAVIÃO ARQUEIRO | Primeiras impressões da série




As produções em formato de série da Marvel Studios estão se tornando algo bastante popular neste ano de 2021 e parece que será algo que teremos com bastante frequência, principalmente na exploração de personagens que nunca pareceram ser uma figura estável o suficiente para se centrar.

O Gavião Arqueiro segue o grande exemplo disso, ele é um agente vestido com arco e flecha sendo um dos poucos personagens do MCU sem quaisquer habilidades sobrenaturais. Ele sofreu com sua cota de golpes humorísticos, porque ele é tão humano e parte do objetivo da série criada por Jonathan Igla é lançar uma luz para que o personagem vivido por Jeremy Renner, tenha o respeito que ele realmente merece.

Nos dois primeiros episódios que já estão disponíveis no Disney+, vemos Clint Barton atuando como um pai apaixonado pelos seus três filhos passeando de forma tranquila em Nova York. Seu papel em salvar o mundo inúmeras vezes significa que os restaurantes lhe dão refeições de graça, encontra estranhos fãs em banheiros públicos e tem que sofrer com as produções da Broadway supostamente baseadas nas saídas heroicas que ele e os Vingadores tiveram. Particularmente achei a sequência musical bastante divertida com o show lírico “Rogers: O Musical”, uma produção sobre os Vingadores salvando Nova York.

Ao contrário do ambicioso WandaVision ou do fantástico Loki, Gavião Arqueiro visa uma abordagem de narrativa tão bem fundamentada quanto uma série de ação ambientada no Natal sobre um super-herói aposentado e sua eventual pupila de 22 anos, interpretada por Hailee Steinfeld como a travessa Kate Bishop, que aprendemos em uma ligação inteligente com o filme original dos Vingadores de 2012, testemunhou o heroísmo do Gavião Arqueiro em primeira mão e foi inspirada a praticar arco e flecha em uma tentativa de proteger sua família.

Essa apresentação da personagem Kate Bishop faz alusão à sua tendência para causar problemas e ao conforto que ela aprimora em saber que sua mãe (Vera Farmiga) provavelmente vai pagar para sair dessa. Kate não é exatamente mimada, mas é privilegiada e embora nunca aja necessariamente como uma pirralha com falta de tato no qual parece ter se originado do fato de que a maior parte de sua vida foi vivida sem consequências. Nas mãos erradas, Kate poderia ter sido uma personagem insuportável, mas Hailee Steinfeld injeta um prestígio fortificado para que ela não se torne aquilo que a personagem poderia se tornar.

É muito evidente que a intenção da série Gavião Arqueiro é definir Kate Bishop como a próxima grande mestre do arco e flecha, fazendo com que Jeremy Renner passe o arco e flecha. Ele está ciente do que é necessário para ser um super-herói, enquanto Kate está apenas aprendendo com o seu ídolo com pequenos toques que auxiliam o show em momentos que são temperados com sequências de combate corpo a corpo razoáveis e sua configuração mostra que a produção pode evoluir ainda mais. 

É muito cedo para dizer onde a série do Gavião Arqueiro vai pousar com sua narrativa, se vai manter um senso de realismo elevado e renunciar ao típico final de batalha explosivo da Marvel ou sucumbir à expectativa. De qualquer forma, com o cansado e testado Clint Barton quicando confortavelmente sobre o entusiasmo cômico de Kate Bishop, o futuro parece brilhante para uma série que deve reservar mais novidades nos seus próximos episódios.

Nota: 3/5

Sinopse:

“Disney+ e Marvel Studios convidam você para uma fuga inesperada na época de festividades ao revelar um trailer oficial e o pôster de Gavião Arqueiro, nova série ambientada na cidade de Nova York. O ex-Vingador Clint Barton tem uma missão aparentemente simples: voltar para sua família no Natal. Possível? Talvez com a ajuda de Kate Bishop, uma arqueira de 22 anos com sonhos de se tornar uma super-heroína. Os dois são forçados a trabalhar juntos quando uma figura do passado de Barton ameaça muito mais do que o espírito festivo.”‎
Trailer:



Nenhum comentário