Novidades

SOULDIERS | Review



Foi lançada a versão completa do game Souldiers pela Retro Forge em parceria com a Dear Villagers. Para quem ainda não ouvir falar do jogo, o que é um absurdo, se trata de um RPG no estilo metroidvania soulslike, totalmente nostálgico, com seus gráficos caprichados em 16-bits.

Souldiers chega forte para assumir um dos postos mais altos do gênero e talvez é um dos melhores jogos indie lançados nos últimos anos. Sua jogabilidade é extremamente divertida e viciante, com controles fáceis de aprender e um excelente fator replay.

O jogo já te puxa logo no vídeo de introdução, fazendo com que o jogador perca ali um tempinho antes de começar a jogatina, devido ao primor de animação, o que nos deixa até mesmo com um gostinho de como seria interessante a produção de uma animação situada nesse universo.

Graficamente falando, Souldiers não poderia ficar melhor. Em cada cenário que passamos, é possível ver o carinho e zelo com os detalhes, tanto nos fundos que não conseguimos interagir, como com as partes quebráveis que podem estar vazias ou conter algum item importante, como orbes de vida, energia, dinheiro, etc. Os mapas também são muito grandes e trazem vários locais para explorar, além de precisar ir e voltar por caminhos já conhecidos para ir realizando as tarefas e objetivos do jogo.

As sprites dos personagens não ficam para trás, seu trabalho em pixelart é fantástico e a ampla variedade de criaturas espanta, ainda mais se analisarmos que o jogo foi produzido por uma equipe com apenas 6 pessoas. Com um amplo bestiário a ser explorado, e com cada criatura possuindo sua biografia, o jogo ganha bastante em detalhes.

O fator replay também merece destaque, pois com diferentes classes de personagens disponíveis, se torna bastante interessante explorar novamente as aventuras do jogo em cada uma delas, garantindo facilmente mais de 80 horas de jogo para um jogador casual, aproveitando ao máximo cada uma das classes disponíveis.

Como todo bom RPG, o personagem irá evoluindo em nível e habilidades ao longo de sua jornada. Também é possível coletar itens, que quando bem utilizados, podem facilitar e muito a vida do jogador. Souldiers possui também puzzles que se encaixam com os cenários e com o roteiro aplicado pelos seus produtores, que não chegam a ser grandes obstáculos e extremamente difíceis, mas que trazem um desafio diferente de apenas explorar cenários e derrotar inimigos.

É claro que o jogo não possui apenas qualidades, e seria bastante injusto esperar isso de qualquer obra, então o que podemos destacar de negativo em Souldiers, embora não atrapalhe a experiência geral do jogo, é o fato de que as mecânicas de luta podem ficar repetitivas ao longo do tempo, em especial contra os chefões, que possuem movimentos coreografados e facilmente previsíveis após enfrentá-los algumas vezes.

Contando com alguns níveis de dificuldade, o jogador pode ir ajustando de acordo com o que for encontrando de facilidades ou dificuldades ao longo de seu caminho, mas consciente que uma alteração nisso durante o jogo, poderá lhe custar algumas conquistas.

Souldiers é com certeza um jogo obrigatório para todo gamer de respeito, em especial os fãs de RPGs, metroidvania e soulslike, por se tratar de um jogo absolutamente divertido e viciante, então recomendamos fortemente que você embarque nessa jornada!

Nota: 5/5.


Trailer:


Continue ligado no Nerdview nas redes sociais, estamos no Facebook e Instagram.

Nenhum comentário