Novidades

Review do game F1 23





Deve ser difícil ter novas ideias para um título anual, especialmente um baseado em uma franquia que ultimamente não vê mudanças monumentais, como o modo carreira e a interface geral que recebeu pequenos ajustes em F1 23. O novo game de corrida da EA (Electronic Arts) tem muitos pontos em comum com o título do ano passado, mas temos algumas mudanças agradáveis como a parte da física do carro e nas grandes melhorias na jogabilidade do jogo. O modo Braking Point do novo jogo é uma continuação da história e uma atualização do mesmo modo do jogo do ano passado e é um recurso muito mais atraente desta vez.

Antes de seu lançamento, a EA (Electronic Arts) destacou que os jogadores teriam um manuseio mais refinado e a mecânica física teriam melhoras, o que acabou sendo uma das grandes reclamações do último jogo e acabou sendo bastante positivo eles usarem como apoio o feedback real das equipes de F1 e também dos jogadores para melhorarem o manuseio da jogabilidade. Eles observaram que a nova física dá aos carros um comportamento mais previsível nas frenagens, curvas, aceleração e os carros têm uma sensação mais realista com equilíbrio aprimorado entre aerodinâmica e aderência.

F1 23 também continua com o recurso "Braking Point", em si um modo de história baseado em uma narrativa que continua de onde o enredo de F1 2022 parou. Aiden Jackson ainda é o protagonista da história, que se passa durante uma versão fictícia da temporada de Fórmula 1 de 2022, com ele e seu rival Devon Butler correndo pela Konnersport Racing. Konnersport é uma 11ª equipe fictícia no grid, com o pai de Devon, Davidoff Butler, sendo um dos financiadores significativos da equipe promissora. Obviamente, a situação está propícia para alguns dramas entre os dois pilotos, que claramente ainda têm uma rivalidade ativa que está fadada a transbordar, especialmente com mudanças na liderança da equipe e outros dramas ao sair da temporada de 2022 e embarcar na campanha de 2023.

Braking Point continua a ter entrevistas com os vários personagens e é ainda mais aparente qual foi a influência de "Drive to Survive" da Netflix. A última saída pareceu um pouco artificial nesse sentido, mas até agora o game parece ter atingido um equilíbrio sólido entre este é um enredo linear que estamos contando e este ainda precisa ser um jogo de corrida onde o jogador tem algum livre arbítrio. Você pode ganhar ou perder as métricas de "Desempenho" e "Reputação", dependendo de como você corre e quantos objetivos você completa, o que pode influenciar as escolhas que você pode fazer em coletivas de imprensa e ao lidar com conflitos de equipe.

O F1 World parece exatamente o tipo de modo que eu ignoraria completamente, exceto que é estranhamente atraente. Embora ainda tenha as armadilhas idiotas do ano passado de permitir que você decore sua casa e escolha sua roupa casual, também une um monte de jogabilidade de corrida. Depois de algumas séries introdutórias, você desbloqueia um conjunto de opções solo e multijogador, todas usando seu próprio carro e motorista. Ao concluir os eventos, você desbloqueia novas peças para o carro, ganha dinheiro e outros recursos que permitem melhorar significativamente o carro e aumentar sua classificação de desempenho. Os eventos mostram qual classificação é recomendada para completá-los, tornando-se um loop divertido de passar por várias corridas e séries menores.

 É uma espécie de modo de carreira de forma livre que é mais simplificado e consolida seu progresso. Já o modo carreira está efetivamente inalterado quando comparado ao título do ano passado, com uma exceção óbvia sendo a física aprimorada, pois o mesmo vale para os outros modos, como as opções de jogo rápido e coisas como os estranhos eventos de supercarro no modo carreira.

No geral, F1 23 vale a pena por apresentar algumas novidades e mudanças que foram solicitadas pelos jogadores, fazendo com que os modos F1 World, Braking Point e a física aprimorada dos veículos sejam atualizações dignas de serem admiradas. Fora ainda que as melhorias para os usuários não param por aí, pois tudo é especialmente perceptível e suspeito que a maioria das pessoas que estão jogando F1 23 perceberam que este novo jogo tem uma mudança especial e vale a pena ser apreciado.

Nota: 4/5


Continue ligado no Nerdview nas redes sociais, estamos no Facebook e Instagram.

Nenhum comentário