Novidades

DIABLO II: RESSURECTED | Review



Lançado dia 23 de Setembro de 2021,  Diablo II: Resurrected é o remake de Diablo II lançado originalmente em 2000 para PCs, que nos trouxe uma interface gráfica mais bonita ao jogo, porém a jogabilidade é exatamente a mesma do jogo original, a trilha sonora sempre maravilhosa que acaba envolvendo o jogador no clima bem sombrio do jogo, pois esse remake tem a grande vantagem de vir com a expansão junto.

Temos as sete classes disponíveis para jogar que são Maga, Paladino, Bárbaro, Necromante, Amazona, Druida e Assassina, originalmente Druida e assassina era somente disponível na expansão Lords of the Destruction, e nessa versão quando escolhemos a nossa classe  temos a opção de escolher se iremos jogar os cinco atos do jogo ou somente até o quarto ato, se escolher o Druida ou a assassina e colocar o jogo sem o quinto ato você não consegue jogar com esses dois, já que eles não são personagens base do jogo.

A história desse jogo você tem que matar o novo Diablo, que vem a ser o personagem que jogamos em Diablo I, que no fim ele se transforma no Diablo e aqui nós lutamos contra a trindade Mephisto, Baal e Diablo. Temos quatro atos no qual o final do quarto ato matamos Baal, o quinto ato vem a ser uma expansão do jogo e as cutscenes estão tão lindas que quase parece um filme.

A dublagem tanto a original quanto a nova mostra que o jogo foi localizado aqui no Brasil e que foi muito bem dublado e os textos confundem um jogador antigo do jogo, pois por anos jogamos com ele em inglês e agora temos a possibilidade de jogar com textos em português. Uma coisa legal é que o texto e o áudio podem ser mudados para o idioma no qual você quiser, tipo áudio em inglês e textos em português.

Outra coisa legal mas isso até o momento eu só achei na versão de PC, que pode você clicar em uma tecla e o jogo fica com a interface do jogo original, que deixa o lado saudosista mais louco de alegria. Fora ainda que o jogo tem crossplay online, eu posso logar no meu PS4 a Battle.net e jogar com alguém que esteja no PC,  Xbox One ou Nintendo aSwitch, isso amplia muito mais o tanto de amigos que podem jogar juntos com os dois modos de jogo online, o primeiro que eu joguei foi o modo campanha, onde nela eu convidei os amigos da minha lista que estavam jogando e o segundo modo eu criei uma partida em qualquer parte do jogo com quantas pessoas eu quisesse e que joguei comigo em qualquer ato ou missão do jogo, sendo essa segunda opção algo muito mais planejado para os criadores de conteúdo online.

Porém, não é só de coisas boas que temos esse jogo, já que pra ele funcionar é obrigado a estar conectado a internet, mesmo que você jogue ele off-line tem que estar online e nos PCs onde a quantidade de jogadores é maior, temos muitos jogadores reportando que não conseguem jogar por não conseguirem logar, eu tive esse problema duas vezes e foram coisas rápidas. Eu consegui logar para jogar, mas no PS4 deu esse problema também. Se você criar um personagem no online não consegue jogar com ele no off-line e isso já não é legal também.

No geral, Diablo II: Resurrected foi um remake que lhe faz ter muita vontade de jogar por horas e horas, manteve o saudosismo com uma roupagem nova para o jogo e eu super recomendo quem puder jogar esse game jogue, pois a plataforma para ele não falta, já que o jogo está disponível para Playstation 4 e Playstation 5, Xbox One e Xbox Series X, PC e Nintendo Switch.

Nota: 

Trailer:



Nenhum comentário