Novidades

Review do game One Piece Odissey




One Piece Odyssey é a mais recente adaptação JRPG da popular franquia, o game foi publicado pela Bandai Namco e desenvolvido pela ILCA. Ao contrário de muitas adaptações JRPG populares, os desenvolvedores optaram por implementar um bom sistema baseado em turnos, no entanto, embora o jogo ofereça vários recursos de jogabilidade bem elaborados e executados, ele falha lamentavelmente em fornecer uma narrativa decente e significativa.

One Piece Odyssey ocorre após um grande arco da série e mostra que depois de uma grande tempestade, a tripulação chega a uma ilha misteriosa onde conhece dois novos personagens, Lim e Adio. Como você provavelmente pode perceber, o enredo não é nada de especial e se apoia no conhecimento dos jogadores em reviver experiências e eventos de arcos de histórias anteriores com pequenas mudanças peculiares.

Após as primeiras duas horas de movimentação pela ilha reconhecidamente bem projetada, os jogadores serão forçados a jogar em missões que se baseiam em arcos significativo do anime, mas o fazem principalmente jogando várias missões incrivelmente mundanas e repetitivas, a maioria das quais se parece mais com missões secundárias genéricas de JRPG do que com qualquer missão da narrativa principal. Os jogadores gastarão menos tempo relembrando ou aprendendo sobre arcos passados ​​e mais tempo realizando missões vazias, sem sentido e inconsequentes, desde as missões de busca usuais até as missões tutoriais que de alguma forma ocorrem nas primeiras dez horas do jogo.

Felizmente, em termos de jogabilidade, One Piece Odyssey oferece uma experiência muito satisfatória, muito parecida com Dragon Quest, tanto na estética quanto na execução, apesar de sua simplicidade. Fora das lutas contra chefes e batalhas com script, os jogadores enfrentarão os inimigos que se movem em cada nível e se envolverão em combates por turnos. O sistema de combate não é diferente da maioria dos JRPGs, pois os jogadores poderão controlar e trocar qualquer membro do grupo na hora. Eles também podem usar uma variedade de itens restauradores e de combate, ataques físicos, bem como os “Bond Attacks” especiais, que permitem que grupos específicos do grupo executem ataques devastadores assim que atingirem um nível de vínculo suficiente.

Além da boa jogabilidade, One Piece Odyssey também apresenta ótimos visuais por meio de modelos nítidos, designs de nível excelentemente elaborados, exploração suave e interessantes elementos de plataforma e coleta rápida de itens. O jogo também roda sem problemas, sem falhas ou atrasos e com taxas de quadros excelentes e suaves. Por fim, o jogo apresenta o excelente elenco de voz do anime, então não é surpresa que as performances sejam excelentes e incrivelmente precisas com os personagens.

No geral, One Piece Odyssey poderia ter sido uma das melhores adaptações de jogos de anime até hoje, mas falhou dolorosamente em fornecer uma narrativa competente separada da história original. Felizmente, o jogo oferece elementos de jogabilidade bem elaborados que o tornam digno de ser recomendado pelo menos para os fãs de One Piece.

Nota: 3,5/5
Trailer:


Continue ligado no Nerdview nas redes sociais, estamos no Facebook e Instagram.

Nenhum comentário